quinta-feira, 6 de junho de 2013

Idade media - anos 1350 e 1450.

Entre os anos de 1348 e 1350, a peste negra matou em terço da população europeia. durante a peste era comum entre as mulheres " Pregnancy Look" (estilo gravidez), elas vestiam um travesseiro sobre a roupa, para simular estarem sadias ou suficiente aponto de carregarem um bebê no ventre.
quem sobreviveu à peste prospero, tornou-se rico em um curto espaço de tempo. Mostrar a riqueza adquirida entrou em jogo através da extravagância no vestir.
                                                   Homens usando gibão, jaqueta e beca,

Na moda masculina, o gibão (um tipo de casaco abotoado na frente), podia ser de vários tipos de tecidos em geral couro ou algum pano grosseiro ou de boa qualidade, nunca tinham ornamentos ou bordados e passou a ser acolchoado para realçar o peito, tinha mangas bufantes, gola alta e dava a impressão de cintura fina. a beca encurtou tanto a ponto de ser considerada indecente e exigir o codpiece, uma aba (como um tapa sexo estofado) que cobria a frente dos calções masculinos e também guardavam pertences.

Por cima do gibão, podia-se usar a jaquette, que tinha formato de túnica e era ajustada com um cinto ou cordão na cintura e podia ser decorada nos decotes ou punho com pele.

 A indumentaria italiana era igual à inglesa, francesa e alemã, porem o requinte dos tecidos era maior e lá os casacos justos e curtos(acima do quadril) exibiam uma especie de saia pregueada enfeitada por um cinto ou fivela.

Lá por volta de 1450, na Borgonha viu-se que parece ter sido a primeira ocorrência da moda masculina em vestir-se todo de preto, posteriormente conhecido como estilo "espanhol" ( Meados do seculo XVII), a moda da roupa preta foi iniciada pelo duque francês Felipe, O Bom.
As roupas femininas do seculo XIV não sofreram grande modificações, uma mudança significativa foi o uso da beca, que era acinturada próxima ao busto formando uma cintura alta e tendo uma plenitude sobre a barriga.

Essas sobreveste por vezes usava uma quantidade incrível de tecido no corpo e arrastando pelo chão.
os decotes ainda eram baixos podendo ser em V na parte da frente e de traz;
As caldas dos vestidos eram longas, as saias largas. as mangas justas e longas chegavam ao peito da mão e as mangas da sobreveste podiam ser arrastar ao chão;
As mulheres de classe media preferiam roupa simples com bom corte e boas cores. as mangas podiam ser pendente, longas em forma de asa ou do tipo saco. os sapatos eram de bico longo e fino como o dos homens.

Se as vestimenta femininas eram simples, seus adornos de cabeça se tornaram cada vez mais altos e exagerados. havia inúmeras formas de enfeites de cabeça e uma imensa variedade de penteados elaboradas e fantástico que duraram  até o seculo XV no final de 1400, os fios de cabelo que cresciam na testa e na sobrancelhas eram raspadas para que o chapéu fossem a atração principal.
 Os cabelos divididos ao meio e torcidos na lateral do rosto eram guardados na crespim (rede de cabelo) que tinha estrutura de arame e era usado nas laterais do rosto e adquiriu uma forma cilíndrica ou esférica e sobre essa estrutura prendia-se o véu.

Havia um adorno chamado "Borboleta", uma estrutura presa a um pequeno chapéu que escondia os
cabelos, servia de apoio a um véu diáfano com forma de asas de borboleta. a moda foi popular até 1485.

Nenhum comentário: