quinta-feira, 27 de junho de 2013

Savile Row

    Assim como Paris estabeleceu uma infraestrutura e um renome em função da produção do vestuário no século XIX, chegando a dominar a moda feminina, Londres foi o modelo de classe mundial em alfaiataria e, consequentemente, da moda masculina.

      A evolução de Savile Row e da impecável reputação de seus alfaiates foi garantida por circuntancias politicas, patronos poderosos e avanços tecnológicos.
A Revolução Francesa de 1789 havia despertado a rejeição à ostentação nos trajes dos homens. O modo de se vestir foi politizado, representando as ideias da nova ordem social. A Anglomania (fetiche dos francese por tudo que fosse Inglês) ganhou folego numa época em que a Inglaterra era vista como uma terra de liberdade, e os tradicionais trages ingleses de caça, devidamente  adaptados, transformaram-se  em roupas do dia a dia.

    George Bryan "Beau" Brummell, dândi e oráculo de estilo de Londres da virada do século XVIII, também preferia uma silhueta baseada nas práticas roupas de caça, feitas sob medida. Influente, estimulou o príncipe de Gales e a corte inglesa a renunciaram ao uso de pós, perucas e saltos altos, em favor de modelos justos e de sóbria perfeição. Um visual que só se tornou tangível com a mecanização da indústria têxtil, marco do florescimento da alfaiataria britânica: a maleabilidade dos tecidos de lã recém-desenvolvidos proporcionava um caimento exato, e Savile Row pôde emergir como centro difusor das inovações técnicas que estavam revolucionando o ofício de alfaiate.

     Essa famosa rua e seu entorno sempre haviam sido ocupados por mestres alfaiates e fornecedores de tecidos. Sua reputação mundial, contudo,só se estabeleceu a partir de 1846, quando a empresa Henry Poole & Co. Mudou sua porta de entrada da Burlington Street para a Savile Row. Famoso por ter inventado o Smoking, Henry Poole fiou conhecido como 'pai fundador de Savile Row".
Rua tem preservado sua merecida reputação de berço da alfaiataria de qualidade. Porém, a queda contínua na quantidade de clientes, os aluguéis caros e a ameaça de extinção da estirpe de alfaiates talentosos põem em risco o futuro do local. A diversificação, com ofertas de modelos prontos e semiprontos, tem se revelado um caminho para revitalizar área.

                           


Nenhum comentário: