terça-feira, 13 de agosto de 2013

Biografia Yves Saint Laurent

  Yves Henri Donat Mathieu-Saint Laurent (Oran1 de Agosto de 1936 — Paris1 de Junho de 2008) foi umestilista francês e um dos nomes mais importantes daalta-costura do século XX.
  

    Nascido na Argélia, então possessão francesa, St. Laurent era filho do presidente de uma companhia de seguros e seu gosto pela moda lhe foi despertado pela mãe. Aos 17 anos, deixou a casa dos pais para trabalhar com o estilista Christian Dior, de quem herdou o controle criativo da casa Dior após a morte de seu mentor em1957, com apenas 21 anos de idade, e assumiu o desafio de salvar o negócio da ruína financeira.

    Pouco depois de conseguir sucesso no objetivo, St. Laurent foi convocado para o exército francês, durante aGuerra de Independência da Argélia. Após 20 dias, oestresse de ser maltratado e ridicularizado pelos colegas soldados levaram-no a ser internado num hospital mental francês,onde ele foi submetido a tratamento psiquiátrico, incluindo terapia por eletrochoques, devido a um esgotamento nervoso.

     Voltando à vida civil, em 1962 St. Laurent saiu da Dior e fundou sua própria marca, YSL, financiado por seu companheiro Pierre Bergé. O casal se separaria afetivamente em 1976 mas continuariam parceiros de negócios por mais de trinta anos.

    Nos anos 60 e 70, a marca se tornaria conhecida em todo mundo por sua praticidade conjugada com sofisticação, com o ponto alto de sua criatividade no lançamento do smoking feminino, que permitiria dali em diante às mulheres trabalharem de calças compridas. Em 1966, foi o primeiro a popularizar o Prêt-à-porter, a moda de bom gosto e bom corte, a preços mais acessíves que a alta-costura, em sua boutique Rive Gauche, em Paris. Foi também o primeiro estilista do mundo a usar manequins negras em desfiles de moda.

    Um dos símbolos máximos da sofisticação e do bom gosto em moda por quase quatro décadas, amigo de algumas das mais ricas e famosas mulheres do mundo, todas suas clientes como Diane von FurstenbergLoulou de La Falaise e Catherine Deneuve, St Laurent, com a parceria administrativa de Bergé, transformou a YSL num ícone da moda, que apresentou mais de setenta coleções de alta-costura e lançou uma infinidade de produtos que levam sua marca e são vendidos em toda parte do mundo.
          









    St. Laurent morreu em Paris, diagnosticado com câncer cerebral, às 23h10min de 1 de junho de 2008.Em janeiro de 2002, o estilista anunciou que estava deixando o mundo da moda durante a apresentação de um desfile seu, que trazia uma retrospectiva de todas suas criações, ao longo de seus quarenta anos de carreira.

    O smoking feminino, apresentado pela primeira vez em 1966 com uma blusa transparente e uma calça masculina, é a marca revolucionária de Yves Saint Laurent. Depois disso, o traje passou a desfilar em todas as coleções do estilista.

     Entre todas as suas criações, "le smoking", como foi chamado, sinalizava uma mudança na forma como as mulheres se vestiriam dali por diante. A liberdade dada por Chanel, agora ganhava poder com o novo traje e tudo o que ele representava - uma nova atitude feminina.

    Para a inglesa Suzy Menkes, editora do International Herald Tribune, o smoking feminino de St. Laurent foi transformador: "Hoje as mulheres andam normalmente de terno e calças compridas. Isso parece normal, cotidiano, mas na época a mulher era proibida de entrar num restaurante ou num hotel. O smoking, usado até hoje, foi uma provocação sexual, dirigido à mulher que queria ter um outro papel."

  • Em 1983, ele se tornou o primeiro designer de moda vivo a ser honrado com uma exposição de seu trabalho no Metropolitan Museum of Art em Nova Iorque.
  • Em 2001, recebeu das mãos do presidente da FrançaJacques Chirac, a Legião de Honra (Ordre National de la Légion d'Honneur ), no grau de Comandante.
  • O estilista Yves Saint Laurent é o 1° em ranking de celebridades que mais faturaram após morte, lidera o ranking com folga, já que arrecadou US$ 350 milhões (R$ 609,8 milhões) pós morte.
  • Com Pierre Bergé, ele criou uma famosa fundação em Paris, que mostra toda a história da casa YSL, com mais de 15 mil objetos e 5 mil peças de vestuário.

  “Nada é mais belo do que um corpo nu. A roupa mais bela que pode vestir uma mulher são os braços do homem que ela ama. Mas, para aquelas que não tiveram a sorte de encontrar esta felicidade, eu estou lá.”
Yves St. Laurent

   Em fevereiro de 2009, sua coleção de arte (em conjunto com o ex-companheiro Pierre Bergé) foi leiloada por 370 milhões de euros, recorde para leilões dessa natureza. No acervo, antiguidades chinesas, pinturas de Matisse e esculturas de Brancusi.

Nenhum comentário: