quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Esteticismo

   
      Durante os anos 1880, vários movimentos por reformas no vestuário chamavam pela libertação feminina da prisão dos espartilhos, anquilhas(ou tournures, estrutura para sustentação para a parte traseira da saia) e saltos altos.

     Assim como a coetânea Sociedade de Traje Racional(estabelecida em Londres em 1881), os denfessores do esteticismo se opunham à moda restritiva da época, mas distinguiam-se por defender que a beleza era tão importante quanto a racionalidade.

        As roupas e o estilo retratando nas pinturas pré- rafaelitas inspiraram as defensoras do Esteticismo a usar cabelos compridos e levemente frisados, soltos na frente dos olhos. Seus vestidos longos, fluidos e sem espartilhos evitavam ostentações pretensiosas e favoreciam os bordados decorativos de casinhas de abelha e enfeites simples.

        Tinham mangas amplas, que faziam referencia ao vestuário medieval, e eram feitas de algodões macios, veludos e sedas Liberty: os tingimentos vegetais apresentavam brandos meios-tons de amarelo,azul-pavão, canela, verde-sálvia e dourado.

     A tipica representante do Esteticismo foi descrita como"uma mulher pálida e de sobradelhas pronunciadas, e fronte como a de Juno", em referencia aos cabelos em franjas mostrados nas representações da deusa . Outra descrição sublinhava que "todas as mulheres pareciam pálidas, desarrumadas, pitorescas como imagens das mulheres pré-rafaelitas de cabelos despenteados".

        O senso comum da época desaprovava as madeixas e a aperencia em desalinho das adeptas dessa tendencia. Por sua vez, os homens estetas eram criticados pelo exagerado refinamento: frágeis, pareciam carentes das qualidades admiradas num estótico cavalheiro vitoriano.

       As caricaturas de George du Maurier na revista Punch, semanário satírico britânico, eram particularmente deprecativas: Os desenhos enfatizavam a falta de atrativos das mulheres ligadas a tendencia, assim como questionavam a masculinidade dos homens estetas, em geral representados como figuras débeis e arqueadas. Como colega de vários estetas, Du maurier baseava seus desenhos na observação direta.

       O libretista W.S. Gilbert e o compositor Albert Sullivan também satirizavam o esteticismo por meio da opereta Patience, cujo personagem principal baseava-se em Oscar Wilde, o mais proeminente dos estetas.
O vestuário do Esteticismo se circunscrevia a um pequeno setor boêmio e privilegiado da sociedade, formado por personalidades como o romancista Marya Augusta Ward e a senhora Joseph Comyns Carr.

      O movimento teve influencia, contudo, sobre as tendencias principais da moda, em especial entre as classes média e alta. Vestidos para chá se popularizavam- e eram, em essência, uma versão mais elegante da indumentaria das estetas. Por volta de 1910, Paris, então o centro mundial da moda, já lançava visuais que evocavam esses boêmios, de classe média. 

Nenhum comentário: